segunda-feira, 5 de novembro de 2012

[Palavra de Leitor] "As Lágrimas da Lua", de Nora Roberts, Por Inês Santos [Blogs Portugal Creative e Ler Por Gosto Não Cansa]

   E hoje a nossa convidada especial é Inês Santos, apaixonada por livros, dá-nos a conhecer aquele livro que a marcou de forma mais especial - As Lágrimas da Lua , de Nora Roberts:




Inês Santos - Blogs "Portugal Creative" e "Ler Por Gosto Não Cansa"


 Quando é que um livro se torna importante para nós? Ou inesquecível?
Com um leque tão extenso de escritores, novos e velhos, verdadeiros e iludidos, com tanto por onde ler e escolher, como é que um desses muitos nos vai ficar marcado como o livro da nossa vida?

Pois o meu tem 11 por 17 e é de uma escritora que contribui para nos tentar todos os dias, tal como nos fornece um rol enorme de personagens e cenários por onde escolher.

Este livro tem o título de “As Lágrimas da Lua” e pertence à memorável Nora Roberts.

Em´”As Lágrimas da Lua” encontramos uma história comum - amigos de infância que a certa altura se deparam com algo mais que a amizade, algo como a atracção ou até aquele formigueirozinho no peito quando estão juntos. As brincadeiras já não são tão inocentes, e o roçar de corpos já não é tão indiferente. Aqui, e tal como em todos os livros de Nora Roberts e muito bem, Shawn Gallagher é um homem feito, responsável e ... desejável. E Brenna O'Toole, mulher segura de si como é, vai fazer de tudo para lhe mostrar que ela é muito melhor que todas as outras mulheres que lhe têm aquecido os lençóis, nem que tenha que aperfeiçoar-se nalguns pontos e retocar  outros.

É esta luta entre "gosto de ti como uma irmã" e "não te consigo tirar as mãos de cima", principalmente depois daquele primeiro beijo bombástico que Brenna rouba a Shawn, que a família Gallagher, o seu pub, o seu país, nos vão agarrar com duas mãos e não mais largar. Foi assim que Nora Roberts me atraiu e por fim, conseguiu conquistar e tornar-me uma aficcionada nas suas histórias, nas suas personagens, nos seus dramas e, principalmente, na sua Irlanda.

Vocês agora dizem: "Mas isso nós encontramos parecido noutros livros!". Sim, eu sei, mas este foi o meu primeiro livro desta autora. Foi neste que eu senti pela primeira vez este frémito das emoções transmitidas pelo papel. Foi aqui que eu me iniciei nesta vida de romances com finais felizes e que me apaixonei por personalidades fortes e verdadeiras de personagens que não são mais que irreais.

Tenho o orgulho de dizer e até de gritar com todo o ar dos meus pulmões que tenho todos os livros dela publicados em Portugal, mais alguns em ebook, traduzidos em pt-br, e vou continuar a comprá-los, a admirá-los e a lê-los."
________________________________________________________________________________

Inês Santos, a nossa leitora convidada de hoje é bem conhecida na blogosfera literária Portuguesa, sendo leitora assumidamente viciada em livros, é blogger em dois conhecidos blogs literários a merecer sempre uma nova visita:
Visitem também a página do Blog Portugal Creative no Facebook

7 comentários:

  1. Pronto se não sabiam ficam a saber dos meus vicios =P obrigada pela oportunidade!

    ResponderEliminar
  2. Já li tantos livros desta autora que adoro mas nunca li este... Agora fiquei cheia de vontade de o fazer! Este livro faz parte de uma trilogia certo?

    [howtoliveathousandlives.blogspot.pt]

    ResponderEliminar
  3. Eu já conhecia o vício da Ne em relação à Nora...pois é igual ao meu!!! :D

    Este, infelizmente ainda não li, mas quero muito ler e agora só me aguçou ainda mais o apetite! és terrível Inês Santos!! ^.^ but I love you (como amiga claro eheh) <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu?? Tu é que és a desencaminhadora mor aqui do sitio!

      Já sabes, a minha biblioteca da Nora está sempre disponível a empréstimos =)

      Eliminar
  4. De todas, até à data, esta foi a minha trilogia preferida de Nora Roberts.
    Especialmente este da Brenna! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que concordas comigo *.*

      Eliminar

Obrigada pela sua opinião. Os comentários serão previamente sujeitos à moderação da administração da página e dos autores do artigo a que digam respeito, antes de publicação.