terça-feira, 28 de Agosto de 2012

[Ponto M] - "Rendida", de Sylvia Day


Rendida

Autora: Sylvia Day

Título: Rendida

Editor: 5 Sentidos [Uma chancela do Grupo Porto Editora]

Edição: 2012

Páginas: 352


Sinopse:


Gideon Cross apareceu na minha vida como uma luz na escuridão.
Um homem lindo, fascinante, um pouco louco e muito sedutor.
A atração que sentia por ele era diferente de tudo o que tinha experimentado na minha vida até então. Eu desejava-o como a uma droga que me enfraquecia dia após dia.
Gideon encontrou-me fragilizada e carente e entrou facilmente na minha vida.
Descobri que também ele tinha os seus próprios demónios. Tornámo-nos o espelho um do outro; éramos o reflexo das nossas mais profundas cicatrizes e... desejos.
Este amor transformou-me, mesmo que ainda hoje continue a rezar para que os pesadelos do passado não voltem para nos atormentar.



Opinião:
São vários os livros que estão a invadir o mercado da literatura erótica. Depois de "As cinquenta sombras de Grey" a nova aposta deste género é nos dada por Sylvia Day, uma autora completamente desconhecida do grande público mas que não é nenhuma novata no mundo editorial. Possui diversos livros publicados, incluindo a obra que vos vou falar hoje, "Rendida", primeiro volume da trilogia Crossfire, editado pela Porto Editora. 

Como refere a sinopse, o livro apresenta Eva Tramell, 24 anos, solteira e boa rapariga que acaba de arranjar o trabalho dos seus sonhos numa das maiores agências de publicidade, dirigida pelo jovem Gideon Cross, um homem sexy, poderoso e rico. A atração entre os dois dá-se logo no primeiro capítulo e como em diversos romances, o interesse é mútuo, apesar de Eva tentar com todas as suas forças resistir aos avanços de Cross. Esta resistência não dura muito tempo e os dois envolvem-se numa violenta paixão, começando por uma amizade e sexo casual passando a uma relação intensa e de extremos, nada saudável.

São claras as influências que "Rendida" bebe da obra de E.L. James, Eva não é tão tímida como Anastasia, mas mesmo assim é uma rapariga simples, que vem de uma cidade pequena, mas com ambição de fazer uma carreira sozinha, e não quer nem pensar em relacionamentos. Cross é igual a Grey, jovem, um rico empresário, controlador, possessivo, traumatizado pelo passado, dominador. Para quem já leu as duas obras, é impossível não fazer comparações, aliás, a autora não esconde nada, nos agradecimentos, E.L.James é referenciada como a grande inspiração para este romance.

Então para quê ler este livro, se é igual a outro? Pessoalmente achei este livro melhor que o livro de Grey&Anastasia em termos de narrativa e pela protagonista. Sylvia Day tem uma escrita fluída e de melhor qualidade, prendendo o leitor até às últimas páginas e Eva também é bem caracterizada, apresentando-se não como uma inocente, virgem e tímida mas como uma mulher segura e madura que sabe o que quer, ou seja é uma personagem mais complexa. Gostei do facto de ela saber se impor perante os ciumes e o controlo feito por Gideon, mas também por mostrar que ela própria também é ciumenta e insegura.

Não há repetições *cof cof "deusa interior" ou "oh my"* nem tantas dúvidas e inseguranças, ou seja, a Eva dá 20 a 0 à Anastasia em termos de caracterização. Já Cross, achei-o praticamente uma cópia de Christian, controlador e verdadeira máquina sexual...Gideon e Christian podiam ser gémeos, pois há mínimas diferenças entre os dois. A autora poderia ter desenvolvido melhor a personagem, para que não se façam comparações destas. Devido ao livro se centrar na relação de Tramell e Cross, as personagens secundárias são um pouco abafadas pelos dois, não dando muito espaço para criarem uma ligação com o leitor, mesmo assim, a que mais gostei foi Cary, melhor amigo de Eva, que não aprova muito a relação da melhor amiga com o empresário, mas só quer que ela seja feliz. A mãe da Eva, irritou-me imenso, mas depois de descobrir a razão de ser tão protectora com a filha, comecei a entender o porquê de ser assim. 

Como previ logo de início, o livro é recheado de cenas de forte conteúdo sexual, podendo incomodar alguns leitores que nãos estejam habituados a este tipo de cenas mais explícitas, o clima entre os protagonistas é de grande intensidade, e as cenas são de puro fogo. Ao princípio os encontros entre os dois transmitem bem os desejos de ambos, apenas querem momentos bem passados, sem compromisso, relações fortuitas com o único objetivo é dar e receber prazer mas à medida que a trama vai avançando, as cenas explosivas continuam mas passa de sexo casual, para uma relação séria. Os dois são insaciáveis, não se cansam. As cenas hot são constantes ao longo do livro, e tal como em "Cinquenta sombras de Grey" (é mesmo impossível deixar de comparar) aqui também há um início muito leve de uma relação D/S (dominador/submissa). Espero que a autora não siga este caminho, pois é totalmente desnecessário. Gostava que se centrassem mais no passado que ambos carregam e numa forma de ultrapassar os medos e inseguranças dos dois, sem ser através do sexo! 


Não é um livro que tenha muito conteúdo, muita história, a maior parte centra-se na evolução da relação e nos encontros sexuais entre os dois. Se aconselho o livro? Bem, sim e não. Recomendo a quem gostou muito de "As cinquenta sombras de Grey" e queira ler mais livros do mesmo género...mas ao mesmo tempo é uma recomendação com reservas, pois vão achar o livro muito parecido. E também aconselho a quem não tenha gostado de "As cinquenta sombras de Grey" pela escrita ou pelas personagens, mas que goste de ler este tipo de romances.

Resumindo, eu gostei de ler "Rendida", mas não esperava que fosse tão parecido com "As cinquenta sombras de Grey", sinceramente "Bared to you" pode ser considerado quase plágio da obra de E.L.James. Espero que no segundo livro a narrativa tome um caminho mais próprio, e já não se note tantas similaridades. 

 Lá fora, já publicado, temos "Reflected in you", e em Maio de 2013 publica-se "Entwined with You", terceiro e último livro. 
 

Leia também aqui a review de Isabel Alexandra Almeida - no blog Crónicas de Uma Leitora





21 comentários:

  1. Olá Mafi,adorei a resenha.
    concordo com vc em algumas parte...
    Acho livro bem melhor 50 tons,a Sylvia é melhor escritora do que Jamess,a historia não é tão repetitiva,não é cheia de chatisses,eu gosto da trilogia da james,aparte do meio do segundo livro ja estou de saco cheio da chatisse da Ana e dos Apelos do Grey,acho Toda Sua muito melhor tbm,gostei dos personagens segundarios de Toda Sua,o Cary é tão fofo e engraçado,espero que explore bem a historia dele nos proximos...
    Bem bem tenho grandes expectativAS nessa trilogia,espero que a Day não estrague,pois hj não posso ver os livros da James,apesar de gostado muito...

    Parabéns pelo espaço,a minha primeira vez aki,adoreiii :)

    ResponderEliminar
  2. Minha querida Lady M... andamos com umas leituras muito indecentes x)
    Tenho pena que o livro seja tão parecido com o da EL James, mas não é isso que me fará desistir da sua leitura!
    Embora tenhas exposto os contras, os prós continuam a cativar-me a atenção eheheh

    ResponderEliminar
  3. este livro é bem melhor que as cinquenta sombras mas tb qualquer livro do género é melhor do que as 50 sombras já que este é possivelmente o pior livro alguma vez escrito, na minha opinião.

    eu já li e a personagem da Eva fez a diferença porque tem personalidade algo que a Annastacia não tem, o resto é um pouco mais do mesmo, embora significativamente melhor.

    De resto, sempre existiram livros destes o que acontece é que com a fama do 50 sombras eles estão a saltar para a ribalta e claro há muitos novos a serem publicados. Acaba por ser o que aconteceu com o Twilight ou o Código Da Vinci.

    ResponderEliminar
  4. @Ravena, vou ler o 2º livro pois quero ver que caminho é que a autora vai seguir, espero que não seja numa relação BDSM!! Obrigada pelo carinho =)

    @Juanitah, miga mesmo sendo igual eu acho que tu vais gostar! eh eh :P

    @Madrigal, em termos de escrita sim, Bared to you é realmente superior à obra de 50 sombras de Grey. Sim o livro da E.L.James está mal escrito, mas na minha opinião é devido ao facto de ter sido uma fanfic, e as fanfics têm uma escrita muito própria, um objectivo definido. o que autora devia ter feito era quando soube que ia ser publicada, devia ter reescrito tudo em linguagem livresca, e não apenas ter mudado os nomes das personagens, eu li a fanfic e o livro e é a maior parte igual.

    ResponderEliminar
  5. Lady M!!
    Mto obrigada pela opinião, ainda não li as malfadadas 50, mas pelo menos depois de ler mtas criticas já não vou c a "passarinha" aos saltos e provavelmente para uma desilusão...

    Madrigal, obrigada tb, estava c essa ideia que deveriam haver muitos livros já a abordar essa temática como os há a abordar todas as temáticas, apenas falta haver um que seja mais incandescente para soltar o fogo ao resto...

    Assim quando o ler vou ficar super contente porque sei que há bem melhor!!! xD

    ResponderEliminar
  6. @Paty sim a Madrigal tem razão e a minha primeira frase dá a entender que só agora é que o mercado da literatura erótica está a nascer, o que é completamente mentira, pois sempre houveram livros eróticos, desde os clássicos "Trópico de Capricórnio" de Henry Miller até aos mais contemporâneos como as 50 sombras. Mas há muitos livros desta temática e variantes. Aliás nas próximas semanas, vou falar sobre um livro que é capaz de não ser muito conhecido, mas não deixa de ser hot :P estejam atentas!

    ResponderEliminar
  7. Bem agora fizeste me ter vontade de largar o 50 para ler o Bared! Buhh és má.

    Desculpa o que vou dizer, mas este post está melhor do que o outro. Adorei as tuas comparações e recomendações.

    Tens o ebook? Se sim já sabes =)

    ResponderEliminar
  8. Desculpa nada, então, eu estou aqui para ouvir críticas! Ainda bem que gostaram das comparações, era inevitável não o fazer com este livro. :)


    sim sim tenho, vou enviar! :)

    ResponderEliminar
  9. Olha, envia para mim também já agora... tenho 30 livros (não são muitos, eu sei) para ler na prateleira e uns 50mil em ebook, mas não faz mal, envia sff!! =)

    Adoro as tuas rubricas Lady M =)

    ResponderEliminar
  10. Olá, gostaria de saber tem algum ebook em portugues, ou bared to you sera q ja tem em portugues?
    obg! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. em relação ao ebook existe em pt-br, se quiser pode entrar em contacto com o mail do blogue e podemos enviar-lhe ;)

      Eliminar
  11. Ola alguem saberia me responder se ja tem Bared to you em portugues, estou curiosa pra lê-lo... Alguem me indicaria algum ebook interessante??
    Obgda :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Wanda, sim ;)Eu sou uma das colaboradoras do blogue!

      Felizmente o primeiro da trilogia Crossfire vai sair já no dia 29 de Outubro, pela Porto Editora! Dê uma olhada aqui no meu blogue: http://desejosdealma.blogspot.pt/2012/10/divulgacao-porto-editora.html

      obrigada pelo comentário**

      Eliminar
    2. Wanda como disse a minha colega Ivonne, o 1~livro vai sair já este mês em português. Aconselho a leitura seja em ebook ou em papel. Brevemente irei actualizar o post com a capa e sinopse portuguesa.

      Obrigada pelo comentário =)

      Eliminar
    3. wanda nao sei se voce ja encontrou, mas eu consegui em pdf
      o TODA SUA que eh o primeiro livro da trilogia crossfire e o PROFUNDAMENTE SUA que eh o segundo livro ,voce vai encontrar neste blog http://leitorascompulsivas.blogspot.com.br/2012/08/toda-sua-crossfire-livro-01-sylvia-day.html
      o blog da ananda eh tudo de bom ela sempre mantem o blog atualizado e com novidades ,vale a pena visitar e conferir tenho certeza que vc tambem vai se apaixona pelo blog dela assim como eu ^^

      Eliminar
  12. Estava na duvida se o colocava na lista de desejos e agora vai ser impossível resistir...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Lia ^^

      Eheh espero que gostes...gostaste do Grey? Como disse é parecido mas estes livros são irresistíveis de ler...ficamos mesmo "rendidas" à história! :P

      Eliminar
  13. Sim, gostei bastante! E novamente a culpa foi tua porque li a tua opinião sobre a fanfic e tive logo de o comprar. Pelos vistos este vai pelo mesmo caminho! És uma desorientadora!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou nada Lia ^.^ só quero o teu bem, que não percas tempo com livros maus e leias livrinhos muito bons :D

      Quando leres este, depois vou lá comentar no teu cantinho ;)

      Eliminar
  14. Ok, visto por esse prisma... tu fazes a triagem do que é bom :)e assim regemos as nossas prioridades. Só que não sei se no final isso é bom ou mau, pois a maioria dos livros é boa!

    ResponderEliminar

Obrigada pela sua opinião. Os comentários serão previamente sujeitos à moderação da administração da página e dos autores do artigo a que digam respeito, antes de publicação.