terça-feira, 26 de março de 2013

[Reportagem & Entrevista] Andrea Hirata, autor de "Os Guerreiros do Arco-Íris" - encontro com bloggers [ Editorial Presença]

   A convite da nossa parceira Editorial Presença, o blog Os Livros Nossos esteve ontem presente num evento especial, um encontro informal entre o escritor Andrea Hirata, autor de Os Guerreiros do Arco-Íris e bloggers literários Portugueses. Durante o evento, foi possível realizar uma breve entrevista com o autor.

  O encontro com Andrea Hirata teve início na segunda-feira, dia 25 de Março, cerca das 18 horas e 30 minutos no Bar Procópio, perto do Jardim das Amoreiras, no Coração de Lisboa, numa tarde bastante chuvosa que se veio a revelar deveras agradável, e que correspondeu a uma maravilhosa oportunidade de conhecermos o ser humano por detrás do escritor.

   
Andrea Hirata autografando um dos exemplares da edição Portuguesa da sua obra
Foto: Isabel Alexandra Almeida/Os Livros Nossos


   Simpático, bem disposto e bastante emocionado, Andrea Hirata deu uma verdadeira lição de sabedoria, em toda a sua humildade. É uma pessoal muito cordial, sabe expor as suas ideias e sentimentos de forma bastante precisa e revelou-se um conversador fascinante, com espírito de missão.

  A propósito de estar, pela primeira vez no nosso país, o autor referiu 
" Muito obrigado, isto é história."

   Andrea Hirata revelou também que o seu propósito com Os Guerreiros do Arco-Íris foi prestar homenagem à sua professora Bu Mus, que foi para ele uma figura inspiradora e soube motivá-lo para querer aprender sempre mais e mais, não deixando que as dificuldades fossem um entrave a tal processo de crescimento pessoal - "Escrevi o livro em 2005, destinava-se a constituir uma homenagem à minha professora, alguém pegou no livro e entregou-o a um editor".

  A propósito do seu estilo de escrita, o autor caracterizou o seu trabalho:  "eu tento escrever de uma forma muito pura e simples", evidenciando que na sua obra procurou frisar assuntos como a educação e a responsabilidade social de uma Grande Empresa.

  O escritor apresentou a sua obra, considerando-a dividida em quatro elementos distintos:

- Uma viagem a um local que, muitas vezes, nem aparece no mapa, mas pleno de recursos naturais [a Ilha de Belitong]

- Uma exploração de uma cultura deveras única, numa das comunidades mais pobres da Indonésia.

- Uma descoberta do espírito humano e do significado do sacrifício.

- e, por fim, uma inspiração, que o autor pretende que a obra constitua para os seus leitores.






[Breve entrevista com o autor Andrea Hirata]:

[Os Livros Nossos]: Olá Andrea, muito obrigado por esta oportunidade de conhecermos melhor o ser humano por detrás do escritor. Será correcto dizer-se que Ikal, uma das personagens da obra, é uma imagem de Andrea, com aquela idade e naquele contexto específico?

[Andrea Hirata]:Sim, Ikal sou eu !

[Os Livros Nossos]: Para além da homenagem à sua professora, que valores essenciais acredita ser importante mostrar a geração presente e a futuras gerações em todo o mundo?

[Andrea Hirata]: Uma pergunta difícil [risos]. Eu acredito na educação enquanto celebração da própria vida. O que somos hoje é a imagem da nossa própria educação. Importa ter Professores que gostem de o ser, e que consigam ensinar os alunos a ter orgulho de o serem.

[Os Livros Nossos]: Este romance chama-nos a atenção para o facto de, em muitas circunstâncias, um objecto como um livro poder ser de grande valor, ter o poder de abrir mentes e mudar vidas. Em Portugal muitos jovens não conseguem sentir isto por um livro, poderia dizer-lhes algumas palavras os pudessem ajudar a compreender quão importante um livro pode ser?

[Andrea Hirata]: Se dissermos aos jovens leiam o livro porque ele é uma janela aberta para o mundo, eles não irão ouvir-nos. Eu dir-lhes-ia: " lê o livro e ficarás surpreendido, irás descobrir ai algo que nunca encontraste antes".

[Os Livros Nossos]: Li que o Andrea decidiu abrir uma biblioteca na sua comunidade com os primeiros proventos da venda do livro, e inicialmente, ocorreram alguns incidentes, as pessoas levaram os livros para casa e ficaram com eles, como está actualmente a funcionar esse seu projecto?

[Andrea Hirata]: Risos. A ideia de levar um livro emprestado foi para eles difícil de entender. Então, passei a convidar contadores de histórias, que vão ao museu [ o projecto de Andrea] e contam as histórias para quem queira ouvi-las.

[Os Livros Nossos]: O Andrea sente a escrita como uma missão?

[Andrea Hirata]: Sim, para mim a escrita é uma missão!

[Os Livros Nossos]: Está a escrever algum novo livro, neste momento, pode desvendar um pouco tal trabalho?

[Andrea Hirata]: Além deste, existem mais três livros que pertencem à mesma série, mas que podem ser lidos separadamente. Quanto mais sabemos, mais notamos que nada sabemos. Podemos escrever não apenas o que pensamos, mas aquilo que sentimos. Ultimamente, tenho estado envolvido no trabalho de tradução. O processo de edição dos livros é também, para mim, uma aprendizagem. E gostaria de agradecer à minha tradutora Angie Kilbane. [traduziu as obras de Indonésio para Inglês, sendo a versão Inglesa que serve de base, por exemplo, à edição Portuguesa do livro, agora editada pela Presença].

Muito obrigada por esta oportunidade Andrea.


   No final do encontro, o autor autografou livros, e aceitou posar com os bloggers presentes. Aqui fica para os registos do blog Os Livros Nossos, a foto de Andrea Hirata com Isabel Alexandra Almeida [Administradora do Blog e responsável pela cobertura do evento]. Foto: Joana Gonzalez [Histórias D´Elphaba]

Nota de redacção: O blog Os Livros Nossos agradece à Editorial Presença o simpático convite para este evento tão especial, e deixa ainda ao autor o seu agradecimento pela simpatia e colaboração demonstradas!
Brevemente, os nossos leitores terão também a oportunidade de ler nestas páginas online a nossa crítica à obra "Os Guerreiros do Arco-Íris".

_________________________________________________________________

   English Version of the interview with author Andrea Hirata, made in Lisbon on 25 th, March 2013, on a meeting with the author and some bloggers, by invitation of Editorial Presença, his Portuguese Publisher.



[Our Books]: Hello Andrea, thank you for this opportunity to better know the man behind the writer. Is it correct to say that Ikal, one of the characters of the a book, is an image of Andrea, at that age and at that particular context?

[Andrea Hirata]: Yes, I'm Ikal!

[Our Books]: In addition to the tribute to your teacher, what main  values ​​do you find important to show to present and future generations around the world?

[Andrea Hirata]: A difficult question [laughs]. I believe in education as a celebration of life itself. What we are today is the image of our own education. It is important to have teachers who like to be, and they can teach students to be proud of being students.

[Our Books]: This novel draws our attention to the fact that, in many circumstances, an object like a book can be of great value, and can have the power to open minds and change lives. In Portugal, many young people can not feel it for a book, could tell you a few words that might help them understand how important a book can be?

[Andrea Hirata]: If we say to young people to read the book because it is an open window to the world, they will not hear us. I would tell them, "read the book and you will be surprised, you will find something there that you have never find before."

[Our Books]: I read that Andrea decided to open a library in your community with the first royalties from the sale of the book, and initially, there were some incidents, people took the books home and stayed with them, how is currently operating that project of yours?

[Andrea Hirata]: Laughs. The idea of ​​bringing a borrowed book was difficult to understand for them. So, I started inviting storytellers who go to museum [Andrea ´s Project] and tell stories to anyone who wants to hear them.

[Our Books]: Andrea, do you feel writing  as a mission?

[Andrea Hirata]: Yes, for me writing is a mission!

[Our Books]: Are you writing a new book, at the moment, can  you unravel a bit this work?

[Andrea Hirata]: Beyond this one, there are three books belonging to the same series but which may be read separately. The more we know, the more we find that we know nothing. We can not just write what we think, but what we feel. Lately, I have been involved in the translation work. The editing process of the book is also, for me, a learning experience. And I would like to thank my translator Angie Kilbane.


We would like to thank Editorial Presença for this opportunity, and also to Andrea, it was a real pleasure for us to do this work. 






1 comentário:

  1. Fiquei curiosa para ler e conhecer! :-)
    Muito bom trabalho, parabéns! :D

    ResponderEliminar

Obrigada pela sua opinião. Os comentários serão previamente sujeitos à moderação da administração da página e dos autores do artigo a que digam respeito, antes de publicação.